sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Du.

Se você pensou que as coisas fossem ficar mais fáceis pelo simples fato de possuir uma estabilidade,se enganou, eu no seu lugar não afirmaria com tanta certeza assim acerca da sua estabilidade, será mesmo que está estável ou na verdade a sua felicidade está em um pico estreito, que, onde você chama de estabilidade nada mais é do que o teu esforço e equilíbrio afim de manter a felicidade que tanto procurava?
Então me diz por que meia hora de tristeza parece apagar dias de felicidade? Me diz então por que a minha felicidade não parece ser a sua já que é você a minha? Eu sei que estou sendo pratico,e sou, mas por que o mundo vive dizendo que devemos quebrar as tradições e quando chega na minha vez não é legal? Consigo reconhecer que a minha praticidade no amor machuca,magoa e produz lagrima,mas tenha certeza que também dói em mim ao perceber que algo que gosto tanto e prezo magoa e machuca a minha felicidade.
E agora não sei dizer ao certo de que tenho mais orgulho, de ter mantido minha postura firme ate hoje ou de ter plena coragem e consciência de implodir toda essa base se for necessário para manter-me equilibrado em qualquer que seja o pico para que caia toda a minha postura mas que de forma alguma caia um grão da minha felicidade.

Um comentário:

Anônimo disse...

Veja toda a verdade sobre a blogger Carpe Diem (http://euamoumcertorapaz.blogspot.com/) aqui: http://cores-de-outono.blogspot.com/2010/08/plagio-ii.html


São muitos mais os textos que copiou e anda a apagar todos os comentários de quem lhe diz o mesmo.